Circuito de Marracuene já é uma realidade

Automobilismo

A pedra fundamental para o desenvolvimento do circuito de Marracuene foi despachada ontem na região de Marracuene, na região de Maputo, uma fundação de 12 hectares destinada a ter momentos de viragem, flutuação, motocross e autocross.

A manifestação contou com a presença do Secretário de Estado do Esporte (SED), Carlos Gilberto Mendes; Gerente da Marracuene, Shafee Sidat; e o dirigente da Federação Moçambicana do Automobilismo e Motociclismo (FMAM), Bruno Campos.

No evento, Carlos Gilberto Mendes destacou a forma como o espaço da antiga fábrica de areia, situado na região 29 de Setembro, foi utilizado para o avanço dos jogos.

Este espaço está aqui há um bom tempo. Havia algumas reflexões para seu reaproveitamento, por exemplo, a chance de introduzir um aterro aqui. Não obstante, achamos aceitável investigá-lo como um espaço de esporte, lazer e destino de férias, disse Carlos Gilberto Mendes, citado pelo Olho Clínico.

Assim, para o dirigente de Marracuene, Shafee Sidat, o circuito vai contribuir para o avanço do jogo de motor e da indústria de viagens nessa vertente do território de Maputo.

O principal compromisso significativo que assumimos, como povo de Marracuene e como administração, foi a entrega deste espaço de 12 hectares, pelo percurso situado num local ideal. A seguir será o empréstimo do nosso hardware para o início das obras, não obstante acelerar a preparação de toda a documentação necessária para que este circuito se torne realidade. Precisamos ver o Marracuene a criar e cada uma das pessoas que queiram contribuir terá toda a nossa ajuda, revelou à Olho Clinico. Incluiu: Ter um circuito é mais um acréscimo para a região de Marracuene, no que diz respeito ao desporto, mas adicionalmente para a vizinhança do turismo e para a diversão dos nossos jovens.

Os dois chefes tentaram participar na corrida principal do circuito de Marracuene para realizar a corrida principal num cruzeiro de quatro rodas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *