Os Mambas já se encontram em Douala

Seleção Nacional

A selecção nacional de futebol, os Mambas, está agora em Douala, fase do confronto contra os Camarões, nesta quinta-feira, pela terceira rodada da eliminatória F para o CAN-2021, que ocorrerá em janeiro de 2022.

De Maputo, em voo de sanção, retiraram os jogadores que jogam nos grupos do título público, os particulares que jogam na África do Sul, sem prejuízo do comandante Domingues, que na realidade não tem clube. Com eles saiu todo o grupo especializado, dirigido por Luís Gonçalves, e os pioneiros federativos que vão com o jogo.

O que é certo é que o encontro moçambicano juntou-se aos concorrentes que actuam na Europa e na Ásia, tendo disputado esta segunda-feira, no final do dia, o principal curso de instrução, para recuperação efectiva, após a excursão dos dois encontros.

Esta terça-feira os Mambas terão dois encontros de instrução, confiando que na quarta-feira terão a opção de fazer a variação de preparação no Stade de la Reunificación, a partir das 18h00, horário semelhante ao da próxima quinta-feira.

Por outro lado, o conjunto moçambicano está moralizado para este encontro, o que denota a revisitação dos testes de aprovação do CAN, cerca de um ano depois, visto que o dia estava marcado para Março, mas devido à pandemia do novo Covid, foi adiado.

Até porque o próprio mentor público, tal como o chefe dos Mambas, era consistente em pensar que o clima era positivo para voltar com um resultado decente de Douala.

Estamos com uma alma extremamente certa, temos a certeza e normalmente que estamos a seguir o arranjo, disse Luís Gonçalves ao sublinhar que foi distintamente na segunda-feira que pôde ter a reunião total e a partir daí ter a opção de fazer uma avaliação de tudo.

Significativo e que até há pouco a alma está extremamente segura, os jogadores estão tão consistentemente dedicados e certos de fazer um jogo decente, garante o seleccionador dos Mambas, no passado sábado, durante a reunião de testes dos competidores públicos que poderão deixar o capital dos guardiães.

Dominges disse na época que estamos tentando fazer uma apresentação decente. Percebemos que nos jogos de vizinhança que disputamos nos últimos tempos os resultados foram maus, mas sim o nosso centro é jogar para vencer, a sugerir as surras sofridas frente à Guiné-Bissau (0-1) e Angola (0-3) , no palco em Portugal.

Atualmente, de forma mais genuína, o grupo público deve ter outra disposição e coragem para enfrentar os Leões Indomáveis.

Premiação quase dobrada

Para garantir mais energia e segurança aos dois jogos frente aos Camarões, o Governo de Moçambique, através da Secretaria de Estado do Desporto, optou por alargar o prémio ao triunfo em mais de 70 mil meticais, de acordo com o prémio declarado pela Federação Moçambicana de Futebol, compõe o olhoclínico.

Posteriormente, cada competidor terá o privilégio de obter 150 mil meticais caso surja uma ocorrência de triunfo em cada um dos dois jogos sobre os Leões Indomáveis, uma inspiração adicional para a batalha pelo triunfo, que pode garantir um passo monstruoso no batalha pela capacidade do CAN-2021. Vale dizer que caso se verifique uma ocorrência de triunfos nos dois jogos, cada um dos jogadores do Mambas caberá 300 mil meticais.

De acordo com a olhoclínico, a ligação de cada um dos encontros continua avaliada em 30 mil meticais para cada um dos concorrentes do encontro moçambicano.

Recorde-se que os Mambas jogam quinta-feira, 12 de Novembro, em Douala, frente aos Camarões em desafio da terceira jornada de adequação da factura ao CAN-2021, devendo voltar a enfrentar rival semelhante, decorridos quatro dias, mas desta vez no Estádio Nacional do Zimpeto, pela quarta rodada do encontro F.

Revisa-se que por opção da CAF, todos os jogos serão longe da vista de todos, ou seja, sem grupo de pessoas nas arquibancadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *